Estudo aponta que o rir reduz risco de problemas cardíacos

Uma pesquisa de uma universidade norte-americana afirma que o riso pode reduzir o risco de doenças cardíacas. O estudo separou dois grupos de pessoas que tinham sofrido um ataque cardíaco. O primeiro assistia a vídeos de humor durante 20 minutos, todos os dias e o segundo, não.

Um ano depois o grupo que assistiu aos vídeos registrou uma queda de 66% na proteína C-reativa, que demonstra o risco de problemas cardiovasculares. Por conta disso, os pesquisadores concluíram que as pessoas que riram mais tiveram o risco de problemas cardíacos reduzido significativamente.

Alguns benefícios de uma boa risada:

Relaxa, quando rimos nosso organismo descontrai
Reduz o estresse – enquanto o nervoso aumenta a pressão arterial, o riso diminui
Diminui a dor – o sorriso tem o poder curativo de esquecermos e até fazer desaparecer uma dor
Previne doenças – há estudos que mostram que o sistema imunológico se fortalece quando estamos felizes
Melhora a respiração e a memória – quando estamos aflitos mantemos uma respiração mais curta e, com isso, a oxigenação no cérebro fica comprometida. Com o sorriso ficamos mais descontraídos e respiramos de maneira mais adequada.
Atividade física – alguns especialistas comparam uma bela gargalhada a alguns minutos de exercício físico, já que envolve diversos músculos.

Muitas são as iniciativas de humor para pacientes internados nos hospitais e que, comprovadamente, ajudam na recuperação. O método implantado pelo médico Patch Adams, imortalizado no cinema pelo ator Robin Williams, ficou famoso ao implantar um método de atendimento aos pacientes baseado no humor.

Alguém já disse brilhantemente que o “riso é a menor distância entre duas pessoas”. Por isso,  dê muitas risadas o ano todo. Ria de si mesmo, ria da vida e ria das coisas boas.

 

Fonte: Centro Goiano de Cateterismo